https://static.portaldamusica.org.mz/cImages/5_0000000000/img000214-518-20220322-131233

Gabriel Chiau

  • NOME COMPLETO
  • Gabriel Ruben Chiau
  • NATURALIDADE
  • Maputo
  • IDADE
  • 79
  • INÍCIO CARREIRA
  • ---
  • FALECIDO EM
  • 2019-07-31
  • BASEADO
  • -
  • PROVINCIA
  • Maputo
  • INSTRUMENTOS
  • Guitarra Elétrica
  • Trompeta
  • Vocalista
  • Outro
  • GÉNERO MUSICAL
  • Marrabenta
O Portal da Música Moçambicana convida a todos interessados a contribuir com informação pertinente sobre músicos, bandas, instrumentos e géneros musicais que o façam pelo email info@portaldamusica.org.mz. Obrigado pela contribuição

Biografia

A biografia e o percurso deste verdadeiro ícone da Marrabenta confunde-se com o próprio surgimento e consolidação daquilo que conhecemos como a música popular moçambicana nos dias atuais.

Gabriel Ruben Chiau nasceu a 15 de Novembro de 1939, no bairro do Chamanculo, na zona suburbana da antiga Lourenço Marques, filho de Ruben Manhatel Chiau e Lídia Jaquite Ntseco, ambos naturais de Calanga, na Manhiça, na Província de Maputo. Embora enraizado por quase toda a vida no bairro, passou parte da infância na Machava (no Distrito da Matola, na mesma província), período em que dedicou-se a atividades como boxe, luta-livre, serralheria mecânica e por fim, a música. De regresso ao bairro que o viu nascer, estudou nos primeiros anos na Escola Primária na Missão Suíça e depois, fez o curso técnico industrial durante três anos (não tendo completado os cinco por não ter condições financeiras para suportar os estudos). Aos dezanove anos, em 1958, começa a trabalhar nos Caminhos de Ferro de Moçambique, na função de contra-marca, a organizar as mercadorias no porto.

O interesse pela música desenvolveu-se ainda durante os seus estudos na escola da Missão Suíça, quando passou a integrar um grupo liderado pelo célebre pastor suíço Daniel Clerc, do qual faziam parte também o famoso Maestro Justino Chemane e o músico Tiago Bila (mais tarde membro da Orquestra Djambo). Foi neste convívio que aprendeu a tocar o trompete. Neste ambiente também o seu pai, Ruben Manhatel Chiau, teve grande influência por ensinar as canções religiosas durante as sessões de catequese.

Durante todo este período que compreende a sua iniciação musical e a consagração como músico estabelecido e conhecido, Chiau participou de todo o movimento cultural que consolidou a marrabenta como um género de música popular genuinamente moçambicano, ainda no tempo colonial.

Autor de verdadeiros clássicos da música popular moçambicana, faleceu no dia 31 de Julho de 2019 vítima de doença.


Parceiros