https://static.portaldamusica.org.mz/cImages/5_0000000000/img000169-518-20220319-085058

Wazimbo

  • NOME COMPLETO
  • Humberto Carlos Benfica
  • NATURALIDADE
  • Cidade de Maputo
  • IDADE
  • 75
  • INÍCIO CARREIRA
  • 1964
  • BASEADO
  • Maputo
  • PROVINCIA
  • Maputo
  • INSTRUMENTOS
  • Vocalista
  • GÉNERO MUSICAL
  • Marrabenta
O Portal da Música Moçambicana convida a todos interessados a contribuir com informação pertinente sobre músicos, bandas, instrumentos e géneros musicais que o façam pelo email info@portaldamusica.org.mz. Obrigado pela contribuição

Biografia

Humberto Carlos Benfica, mais conhecido pela alcunha de “Wazimbo” é considerado um dos principais intérpretes e compositores da música ligeira moçambicana. Nascido a 11 de Novembro de 1948 no famoso bairro suburbano de Mafalala, na cidade Maputo, aos oito anos de idade mudou-se com a família para o Chibuto (na Província de Gaza). Já na pós-adolescência, em 1964, começou a cantar com o grupo “Silverstars”, formado com os parceiros Miguel Matsinhe e Hortêncio Langa, este que mais tarde viria a se tornar outro dos grandes nomes do cenário musical nacional.

Regressou a Maputo nos fins da década de 1960, quando ainda dividia o seu tempo entre a escola e uma carreira incipiente nos palcos, desta feita, como o grupo Geysers, que obteve o 4.o lugar nas olimpíadas musicais, um concurso realizado no antigo Cinema Nacional (actualmente, o Centro Cultural da Universidade Eduardo Mondlane). Entretanto, os seus companheiros de banda foram todos cumprir o serviço militar obrigatório, fazendo com que Wazimbo chamasse Milagre Langa e Domingos Macuácua para preencher os seus lugares e prosseguir com a empreitada. Na sequência da notoriedade que foi granjeando nos palcos da capital, em 1972, foi convidado para actuar em Angola e teve assinado o seu primeiro contrato como músico profissional. Apesar de muito jovem, atuou ao lado de nomes consagrados da música angolana Elias Diá Kimuenzo, Cirineu Bastos e Massano, em palcos igualmente renomados, no Kussunguila e no Lobito.

Com tamanha bagagem acumulada, Wazimbo teve um papel importante na formação do Grupo RM que, em fins da década de 1970, liderou um movimento de valorização das raízes tradicionais moçambicanas na música popular. Sob a iniciativa de Rafael Maguni, da Rádio Moçambique, este agrupamento contou com a participação de alguns dos melhores músicos do país, tais como Sox, Milagre Langa, Zeca Tcheco, Alexandre Langa, entre outros, e ajudou a definir a sonoridade daquilo que conhecemos hoje por “música ligeira moçambicana”.


Parceiros