https://static.portaldamusica.org.mz/cImages/5_0000000000/img000071-518-20210817-203323

Zaida Chongo

  • NOME COMPLETO
  • Zaida Jaime Chongo
  • NATURALIDADE
  • Boane
  • IDADE
  • 33
  • INÍCIO CARREIRA
  • 1983
  • FALECIDO EM
  • 2004-06-04
  • BASEADO
  • -
  • PROVINCIA
  • Maputo
  • INSTRUMENTOS
  • Vocalista
  • GÉNERO MUSICAL
  • Marrabenta
O Portal da Música Moçambicana convida a todos interessados a contribuir com informação pertinente sobre músicos, bandas, instrumentos e géneros musicais que o façam pelo email info@portaldamusica.org.mz. Obrigado pela contribuição

Biografia

Zaida Lhongo, considerada pela comunidade moçambicana como a Madonna Moçambicana, nasceu a 17 de junho de 1970 na localidade de Mahubu, distrito de Boane, provincia de Maputo. Era a quinta de seis filhos do casal Jaime Mucavel e Amélia Cossa. Seu pai era tocador de Xizambi, um instrumento tradicional moçambicano que tem um formato de arco.

Entrou para a música de forma desinteressada, quando fazia parte do grupo de dançarinas do grupo do cantor e guitarrista Carlos Lhongo que viria a ser seu esposo e pais dos seus dois filhos.

Zaida cantou e dançou pela igualdade, para ela a mulher não deveria ser mais submissa, ela entendia que a mulher deveria agir e não apenas discursar. E nas suas obras estava evidente a denuncia dos casos que afectavam a sociedade, com especial atenção para a Mulher. Foi bastante criticada, alegadamente por exagerar na dança, mas por estar consciente do que fazia, Zaida não desistiu. Foi por isso que cantou Zabelani, Drenagem, Sibo, alfandega ou Sifa si Dlheli.

Gravou pela primeira vez em 1983 na Radio Moçambique, tendo até a data da sua morte gravado com Carlos Lhongo oito álbuns, nomeadamente, Sifa si Lhile (2004) – Vidisco; Matekaway (2003) – Vidisco; Alfândega (1999) – Orion; Drenagem (1998) – Orion; Toma que te dou (1997) – Orion; Sibo (1997) – Orion;

Perdeu a vida a 4 de junho de 2004 e foi enterrada a 08 de junho do mesmo ano, numa cerimónia bastante concorrida, tendo sido considerado como o segundo funeral mais concorrido pela sociedade moçambicana depois da morte do Presidente Samora Machel.

Discografia

  • Título Toma que te dou
  • Produtora Orion
  • Ano 1997
  • Título Sibo
  • Produtora Orion
  • Ano 1997
  • Título Drenagem
  • Produtora Orion
  • Ano 1998
  • Título Alfândega
  • Produtora Orion
  • Ano 1999
  • Título Matekaway
  • Produtora Vidisco
  • Ano 2003
  • Título Sifa si Lhile
  • Produtora Vidisco
  • Ano 2004

Parceiros